Publicado há 4 semanas

Diferentes tipos de argila e os benefícios para a pele

COMPARTILHE

Quer se livrar de manchinhas na pele, minimizar as linhas de expressão e de quebra dar mais firmeza a sua derme com um ritual caseiro e simples? A nossa dica é apostar nos diferentes tipos de argila, ingredientes naturais que proporcionam muitos benefícios para a pele.

Conhecido como argiloterapia, o tratamento cutâneo que usa a argila em forma de máscara facial é um dos mais antigos e, ainda assim, eficazes para cuidar da beleza da pele.

Isso porque a argila é um material de origem mineral, coletada diretamente do solo. É formada por alumínio (óxido de alumínio), sílica (óxido de silício) e água, componentes que são perfeitos para remover as toxinas presentes na derme.

Os principais benefícios da argila são:

  • Favorece a reprodução celular integral, afinando e clareando a pele;
  • Promove a esfoliação da pele;
  • Absorve toxinas e impurezas;
  • Promove a reconstituição dos tecidos;
  • Faz desintoxicação metabólica facial;
  • Elimina a oleosidade;
  • Elimina bactérias e tem efeito calmante;
  • Suaviza e amacia a pele.

Existe uma grande variedade de argilas utilizadas para o tratamento de pele. Cada uma irá beneficiar um tipo específico de derme e, consequentemente, apresentará um efeito. Abaixo vamos conhecer os tipos mais comuns.

Descubra como funciona cada tipo de argila

Cada um dos tipos e cores de argila apresentam benefícios diferentes para a pele. Confira!

  • Argila branca: é perfeita para peles sensíveis e desidratadas. Clareia a pele, absorve a oleosidade sem desidratar e tem ação suavizante e cicatrizante. Por apresentar pH muito próximo ao da pele e também por sua ação tensora mais branda, pode ser usada em todos os tipos de derme, especialmente naquelas muito expostas ao sol.
  • Argila verde: com ação adstringente, tonificante, estimulante, secativa, bactericida, analgésica e cicatrizante, é indicada para peles oleosas e com acne. Realiza um peeling natural, removendo o excesso de oleosidade. Também nutre os tecidos com sais minerais e absorve radiação solar, o que contribui para retardar o envelhecimento.
  • Argila preta: é um excelente agente rejuvenescedor, sendo muito utilizada para a desintoxicação da pele, principalmente as oleosas. Tem ação anti-inflamatória, absorvente e anti-estresse. Devido ao seu alto teor de alumínio e silício e baixo percentual de ferro, pode ser usada tanto na área cosmética como para tratamentos de doenças como artroses.
  • Argila rosa: é a mistura da argila branca com a vermelha. Por ser mais suave, a argila rosa é indicada para as peles sensíveis e delicadas. Rica em ferro, possui ação desinfetante, cicatrizante e suavizante. Ao mesmo tempo em que absorve as toxinas e o excesso de oleosidade, fornece os minerais necessários para devolver o viço e o brilho natural da pele.

Conheça outros tipos de argila

  • Argila vermelha: é indicada para peles mais sensíveis e rosadas. Tem grande capacidade de absorver oleosidade e renovar a estrutura das células, deixando a derme com aspecto mais bonito e saudável. Por ser rica em óxido de ferro e cobre, a argila vermelha também auxilia na respiração celular. O resultado é uma pele revitalizada, com viço e luminosidade. O uso gradual de argila vermelha também ameniza as linhas de expressão.
  • Argila marrom: um dos tipos mais raros, a argila marrom tem efeito equilibrador e revitalizante, ajudando a manter o aspecto jovem por mais tempo na pele.
  • Argila dourada ou amarela: queridinha de quem procura um tratamento com ação tonificante. São mais indicadas para mulheres com peles maduras.
  • Argila cinza: excelente para quem deseja se livrar de manchas e equilibrar a pele oleosa. Oferece propriedades antioxidantes naturais e ajuda a esfoliar a pele, mantendo o rosto livre de cravos e espinhas.

Além da pele, a argila pode ser usada na rotina de cuidados capilares. A argila branca, por exemplo, ajuda a absorver oleosidade e toxinas no couro cabeludo e nos fios, melhorando a maciez e o brilho dessa região.

Atualmente, a argila também é encontrada em protetores solares para peles oleosas. Devido à presença desse ativo natural, esses produtos, além de proteger a pele contra os danos dos raios solares UVA e UVB, ainda garantem uma ação purificante antipoluição na pele.

Com o avanço da tecnologia e dos estudos dermatológicos, a argila ainda pode ser encontrada no sérum para a pele oleosa e acneica. Nesse caso, ela ajuda a deixar a cútis mais purificada, absorve a oleosidade, ameniza a aparência dos poros dilatados e tem ação calmante.

Como usar argila na pele

Antes de iniciar o tratamento facial com argila, caso você possua algum tipo de alergia ou seja muito sensível, é importante fazer um teste no punho ou atrás da orelha 24 horas antes do procedimento, para diminuir os riscos.

Agora veja o passo a passo para aplicar a máscara de argila corretamente:

1º passo: lave bem a pele para remover a oleosidade, maquiagem ou qualquer resíduo do rosto.

2º passo: se a argila estiver na forma de pó, você deverá pegar uma colher de sopa do produto e adicionar água mineral ou chá de camomila (temperatura pode ser morna), até obter uma consistência pastosa e grossa. Caso a argila esteja em uma mistura de máscara facial pronta, basta passar no rosto com o auxílio de um pincel língua de gato ou com os próprios dedos.

3º passo: evite as áreas sensíveis do rosto, como ao redor dos olhos, cantinho do nariz e lábios.

4º passo: deixe o produto agir até a máscara secar ou de acordo com o tempo de pausa indicado na embalagem.

5º passo: remova a argila com água na temperatura ambiente. Essa medida é muito importante para evitar sensibilizações desnecessárias.

6º passo: seque a pele delicadamente e não use cremes ou maquiagem nas próximas duas horas.