Publicado há 2 meses

Kale, a verdura que ficou famosa

COMPARTILHE

Você já ouviu falar na kale? A verdura que ficou famosa é conhecida como couve-de-folhas e passou a ser mais comentada e incluída no cardápio nos últimos anos, especialmente na América do Norte.

E por que você também deveria consumir a kale? Além de ser considerada um superalimento, a couve de folhas é fonte de fibras, vitaminas e antioxidantes, ajudando na prevenção de doenças.

Outro motivo para incluir a verdura na sua lista de compras é a versatilidade desse ingrediente, que pode ser preparado das mais diversas maneiras e vai bem em saladas, sopas, massas e sanduíches.

Na hora de adquirir, é preciso ficar atento a alguns detalhes, uma vez que ela pode ser confundida com outras verduras da mesma família, como a couve manteiga ou de bruxelas, por exemplo.

—-

Mas afinal, o que é a kale?

A couve de folhas, couve kale ou simplesmente kale é integrante da família das crucíferas, que inclui hortaliças como brócolis, repolho, rúcula, agrião e nabo.

Embora também possa ser encontrada nas cores roxo, vermelho, azul e até preto, a coloração mais comum da couve kale é a verde-escura, assim como da couve manteiga. O que ajuda a diferenciá-la das outras verduras semelhantes é a folhagem crespa. 

Essa verdura é considerada um superalimento, ou seja, é rica em compostos bioativos que previnem e ajudam no tratamento de doenças crônicas, tais como diabetes e pressão alta.

—-

Benefícios da couve kale

Você pode consumir a couve kale em sua totalidade, mas vale ressaltar que a maior parte dos nutrientes da hortaliça está concentrada nas folhas.

Entre os nutrientes presentes em alta concentração na couve kale estão as vitaminas A, C, E e K. Tanto a vitamina C quanto a E são poderosos antioxidantes que ajudam a fortalecer o sistema imunológico e prevenir o envelhecimento precoce, respectivamente.

Enquanto a vitamina A faz bem para os olhos e auxilia no crescimento, sendo uma ótima opção para o cardápio das crianças, a vitamina K contribui para a coagulação sanguínea e ajuda na absorção do cálcio pelo organismo.

A couve kale também é fonte de minerais, entre eles cálcio, fósforo, magnésio e potássio, que trazem benefícios para os ossos, a pressão sanguínea e o metabolismo. A verdura é ainda fonte de ácido fólico, uma substância especialmente benéfica para gestantes e para as mulheres que estão planejando engravidar.

Pobre em calorias e rica em proteínas, a kale é uma opção interessante para os vegetarianos em substituição às proteínas animais.

Alguns estudos já comprovaram que o consumo regular de kale pode ajudar a reduzir o risco de alguns tipos de câncer e a diminuir os níveis de colesterol no sangue, além de proteger o sistema digestivo contra úlcera e gastrite.

Para completar a lista de propriedades da kale, essa verdura é rica em fibras, auxiliando no bom funcionamento do intestino e sendo uma boa escolha para quem deseja emagrecer, uma vez que ela aumenta a sensação de saciedade. 

Ainda que a couve kale seja repleta de nutrientes que fazem muito bem para o organismo, vale ressaltar que nenhum alimento é milagroso e que todos os benefícios de um ingrediente são mais bem aproveitados quando fazem parte de uma alimentação balanceada. 

—-

Como consumir a couve?

Por possuir um sabor neutro, a kale se sai bem nos mais variados preparos, podendo ser consumida crua, assada, cozida ou refogada. Para começar, o ideal é lavar as folhas e o talo para retirar possíveis impurezas e secar bem. Caso decida prepará-la cozida, cuide com a quantidade de água, evitando uma perda muito acentuada de nutrientes.

Uma das maneiras mais comuns de consumir a kale é na forma de salada. Para quem quer inovar, também dá para incluir a hortaliça no preparo de quiches, sanduíches, sopas, suco verde detox, molhos e até consumi-la na forma de chips assados.

Uma dica para que o seu corpo absorva o máximo de nutrientes é consumir a kale em conjunto com fontes de gorduras boas. Experimente, por exemplo, preparar um sanduíche de abacate, salmão defumado e folhas de kale. Ou então temperar uma salada de kale com azeite de oliva e finalizar o preparo com castanhas de caju. 

Também pode ser interessante consumir a couve kale como acompanhamento do feijão, por conta da vitamina C presente na hortaliça, nutriente que favorece a absorção de ferro pelo organismo.

A quantidade recomendada de consumo é 30 gramas (o equivalente a 1 xícara de chá) por dia. Mais uma combinação sugerida é da kale com outras hortaliças da mesma família, como brócolis, couve-flor e repolho.