Publicado há 12 meses

Frutas exóticas brasileiras e seus benefícios

COMPARTILHE

Elas são perfumadas e têm cores lindas. Geralmente, as frutas exóticas brasileiras possuem um sabor, formato e características incomuns. 

Por causa da extensão continental do Brasil, algumas frutas são mais comuns em determinadas regiões, tornando-as exóticas e raras em outras.

Assim, por virem de longe e não serem produzidas em grande escala, elas não são facilmente encontradas nos supermercados e seus preços podem ser um pouco mais elevados que as frutas mais comuns. 

Por sua aparência excêntrica, elas podem nos causar surpresa e estranheza e algumas delas podem até podem parecer não comestíveis, mas acredite! Elas são bastante nutritivas e tem sabores deliciosos.

Incluir as frutas exóticas na nossa lista de compras é não somente muito divertido, como uma ótima maneira de variar os nutrientes.

O Supermercado Justo oferece o ano todo, as mais deliciosas e lindas frutas exóticas brasileiras para você conhecer e ampliar o seu leque de escolhas.

Exemplos de frutas exóticas e seus nutrientes

Pitaia

Conhecida também como “fruta dragão”, a pitaia parece ter saído do catálogo de um designer gráfico bem exuberante. 

Com visual muito exótico e cores fortes, ela tem baixa caloria, é muito rica em vitamina A e C, além de fibras, zinco, cálcio, ferro e antioxidantes que ajudam no combate aos radicais livres.

A pitaia tem consistência gelatinosa e poder laxativo. Isso porque possui grande quantidade de fibra solúvel. As fibras solúveis “envolvem” as moléculas de gordura e as carregam para fora do organismo através das fezes, impedindo o acúmulo de gordura nas veias e artérias.

Cherimoia (Annona cherimola Mill)

As frutas exóticas têm em geral, uma característica em comum que são cascas não consumíveis e a Cherimoia não é exceção. Tanto sua casca verde e espessa, como suas sementes podem ser tóxicas. 

Apesar disso, tem uma polpa branca, cremosa e deliciosa. Essa fruta é mais comum no sul da América do Sul, especialmente na Serra da Mantiqueira em São Paulo. 

Quem vive nessa região do país, certamente já se deparou com essa fruta que também pode ser chamada de pinha, fruta do conde ou nona.

Muito rica em nutrientes, fibras, vitaminas B e C e minerais, também possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias que ajudam a combater a dor e a inflamação, aumentar as defesas do organismo e controlar os níveis de açúcar no sangue. 

Além disso, a fruta do conde possui também minerais como potássio e cálcio, necessários para o controle da pressão arterial, fósforo e magnésio, essenciais para a saúde dos ossos.

Cupuaçu

Originária da Amazônia, essa fruta tropical nativa pode representar toda a originalidade brasileira, com aroma e sabor singular e agradável. 

Sua polpa possui grande versatilidade na cozinha, dando origem a deliciosos doces e bebidas nutritivas.

O cultivo do cupuaçu é feito principalmente no Pará e no Maranhão, tem forma oval, com uma casca firme e coberta de “pelos”. A polpa fica armazenada no interior do fruto, podendo ou não conter sementes.

É muito rico em vitamina C e minerais, potássio, fósforo e ferro. Como pertence ao mesmo gênero do cacau e possui características semelhantes, o cupuaçu vem sendo usado na fabricação de chocolates. O chamado cupulate é rico em magnésio, cálcio, cobre, zinco, manganês e gorduras boas.

Physalis

Elas parecem ter sido criadas com capricho. São tão bonitinhas que servem de decoração nas mesas de doce e gastronomia mais sofisticadas.

Natural da região do Amazonas, elas podem prevenir o câncer e ajudar no emagrecimento. Possuem uma cor amarelo vibrante, sabor adocicado e azedo, ao mesmo tempo. 

Oferecem muitos benefícios à saúde, comprovados por médicos e nutricionistas. 

São eles:

Proteção ao sistema imunológico: por ser rica em vitamina C, tem função antioxidante, ajuda a emagrecer por oferecer alta sensação de saciedade, a prevenir a anemia por ser rica em ferro, além de ser fonte de potássio.
Tem baixo teor de açúcar e é rica em minerais e vitamina B1. 

Bacuri 

Também natural da nossa rica Amazônia, por lá é uma das frutas mais populares. 

É encontrada mais especialmente do estado do Pará. Dispõe de polpa branca e agridoce, aderida fortemente a sementes grandes, e envolvida por uma casca dura e espessa.

As frutas podem chegar a 15 cm e pesar até 1 kg. Sua polpa tem baixo teor de proteína e gorduras, e é rica em potássio, fósforo, cálcio e ferro, além de diversas vitaminas e compostos fenólicos, rica em fibras e ação antioxidante.

Muito usada na produção de sucos, geleias, compotas e muito utilizada para fazer sorvetes e licores.

Buriti

Essa frutinha desconhecida é uma potente fonte de benefícios para a saúde. 

Vermelha por fora, amarelada por dentro e com uma semente amendoada, é pouco consumida, mas pode ser muito benéfica para a saúde. 

Também é conhecida como miriti, muriti, palmeira-dos-brejos e moriti. Uma única planta pode produzir até cinco mil frutos por ano.

Natural do Cerrado, do Pantanal e da Amazonia é fonte de betacaroteno, em grande concertação, uma substância importante para a síntese de vitamina A e com poderosa ação antioxidante. Além disso, dispõe de vitaminas do complexo B e alto teor de vitamina C. Podem ser consumidas in natura ou em sucos, sorvetes, doces e licores.