Publicado há 1 mês

10 motivos para consumir alimentos orgânicos

COMPARTILHE

Você já se perguntou quais são os motivos para consumir alimentos orgânicos? Se há até pouco tempo esse tipo de alimento era mais restrito, atualmente ele tem ocupado cada vez mais espaço na mesa das pessoas. 

Hoje em dia há um maior número de produtores orgânicos, que cultivam alimentos sem o uso de agrotóxicos, adubos e fertilizantes químicos, hormônios e drogas veterinárias. Com mais oferta, o preço vem diminuindo e os alimentos orgânicos têm se tornado mais acessíveis.

Essas substâncias são nocivas e impactam negativamente na natureza, no valor nutricional dos alimentos, e podem comprometer a saúde das pessoas que consomem, além da saúde dos produtores.

Motivos não faltam para incluí-los no cardápio, mas os benefícios não estão associados somente à saúde e nutrição. Consumir alimentos produzidos de forma orgânica também gera benefícios para a sociedade e o meio ambiente, garantindo que o consumidor caminhe rumo a um estilo de vida mais sustentável.

Nós do Justo, oferecemos uma linha bastante variada de produtos orgânicos. São carnes, produtos de higiene, mercearia e muito mais! 

Nosso hortifruti orgânico vem direto dos melhores produtores orgânicos. Eles priorizam a sazonalidade dos alimentos e criam uma cadeia de impacto positivo no meio ambiente. Cada item é escolhido com cuidado e todo critério de qualidade! 

Pelo bem da sua saúde: 5 razões para consumir orgânicos

Evitam problemas de saúde

O uso abundante de agrotóxicos, fungicidas, fertilizantes, pesticidas e adubos químicos na agricultura convencional faz com que os resíduos dessas substâncias permaneçam nos alimentos, prejudicando nosso organismo. Tais componentes estão associados a alergias, doenças respiratórias e distúrbios hormonais.

Vale ressaltar que essas substâncias penetram no solo e se acumulam por todo o alimento, por isso, é bastante complicado eliminá-las por completo na lavagem do dia a dia. 

Ao consumir alimentos orgânicos, você não precisa se preocupar com essa questão, uma vez que não há a utilização de produtos químicos. Todos os adubos, fertilizantes e pesticidas usados são orgânicos, feitos com matéria-prima vegetal ou animal.

São mais nutritivos

O solo em que os alimentos orgânicos são produzidos recebem adubos naturais, que ajudam a obter alimentos com maior valor nutricional. Como contêm menos água na composição, os alimentos também concentram uma maior quantidade de nutrientes.

Estudos científicos já apontaram, por exemplo, que alimentos orgânicos possuem cerca de 60% mais cálcio, 70% mais ferro, 90% mais fósforo e 60% mais zinco do que os produtos não orgânicos.

Mais potentes na prevenção de doenças

Por conta do melhor aproveitamento dos nutrientes, os alimentos orgânicos ajudam a fortalecer a imunidade. Com isso, quem consome esse tipo de alimento diminui as chances de desenvolver alergias, problemas respiratórios e alguns tipos de câncer.

São mais saborosos

O uso de agrotóxicos também interfere negativamente no sabor, aroma, textura e forma dos alimentos.

Por isso, alimentos orgânicos definitivamente serão mais saborosos, aromáticos e com uma coloração mais intensa.

Podem ser consumidos integralmente

Componentes químicos tendem a permanecer na casca e podem penetrar na polpa e até mesmo nas sementes de frutas, verduras e legumes. No caso dos alimentos orgânicos, que são produzidos sem a utilização dessas substâncias, é possível usufruir do alimento em sua totalidade sem medo, recebendo assim todos os nutrientes que ele possui. 

Em prol do meio ambiente: 5 motivos para incluir orgânicos no cardápio

Produtos orgânicos têm uma pegada sustentável, sendo baseados em processos naturais que não agridem o meio ambiente e beneficiam os agricultores e produtores. Por isso, incluí-los no cardápio também é essencial para quem quer adotar uma postura mais consciente ao se alimentar.

Não agridem o solo

O cultivo de alimentos orgânicos faz uso de processos como rotação de culturas, plantio consorciado e compostagem, que favorecem a fertilidade e a produtividade do solo.

Não contaminam a água

Os agrotóxicos usados na agricultura convencional atravessam o solo e atingem o lençol freático, poluindo rios e lagos. Ao não usar produtos químicos, os agricultores orgânicos protegem a qualidade da água.

Protegem a biodiversidade

A agricultura tradicional é bastante nociva ao meio ambiente. As substâncias químicas e tecnologias artificiais usadas na produção de alimentos podem gerar contaminação que vão  se prolongar por anos a fio, impactando a vida das futuras gerações.

O cultivo orgânico, por outro lado, favorece o equilíbrio da natureza e protege a biodiversidade por meio da criação de ecossistemas saudáveis, utilização de produtos naturais para adubo e fertilização e uso de predadores naturais para combater as pragas da lavoura.

Melhoram a vida no campo

De modo geral, a produção orgânica é realizada por pequenos núcleos familiares que encontram na terra o seu sustento. Além disso, por não usarem tecnologias artificiais, as plantações orgânicas tendem a precisar de mais mão-de-obra, garantindo emprego e renda a uma maior quantidade de pessoas.

Mantêm o bem-estar animal

A indústria convencional de proteína animal faz uso de técnicas artificiais para garantir que os animais se tornem mais produtivos. Além disso, os animais costumam ser mantidos em locais apertados, com pouca ventilação, iluminação artificial e alimentação invasiva e pouco nutritiva.

Produtores orgânicos, por sua vez, devem seguir uma série de regras para garantir o bem-estar animal, mantendo-os soltos e garantindo que possam pastar.

A qualidade dos produtos orgânicos é atestada por um selo concedido pelo Sistema Brasileiro de Conformidade Orgânica. No momento da compra, para garantir que você está de fato levando um alimento orgânico para casa e usufruindo de todos esses benefícios, certifique-se de que esse selo consta na embalagem.