Publicado há 4 meses

Consumo de alimentos orgânicos cresce no Brasil

COMPARTILHE

O consumo de alimentos orgânicos cresce cada vez mais no Brasil. Segundo a pesquisa “Panorama do consumo de orgânicos no Brasil”, realizada pela Associação de Promoção dos Orgânicos (Organis), 31% dos brasileiros afirmaram que consumiram algum alimento orgânico em 2021.

Na comparação com o levantamento realizado em 2017, o consumo de orgânicos teve um aumento superior a 100%.

A tendência de aumento no consumo de alimentos orgânicos tem a ver principalmente com uma busca por novos hábitos, uma preocupação maior com a saúde, uma vez que os produtos cultivados sem agrotóxicos são mais saudáveis e nutritivos.

Mas consumir alimentos orgânicos não traz benefícios apenas para o bem-estar físico, uma vez que o cultivo orgânico também se preocupa com o meio ambiente.

Ao invés de utilizar agrotóxicos, fertilizantes químicos e hormônios, a agricultura orgânica aposta em técnicas naturais para deixar as plantas mais resistentes, como é o caso da diversidade de culturas. Com isso, o solo, a água e a biodiversidade como um todo são preservados.

A agricultura orgânica garante alimentos saudáveis, que conservam mais nutrientes e carregam uma maior quantidade de substâncias bioativas, que garantem que o nosso organismo receba mais antioxidantes, essenciais para fortalecer o sistema imunológico e prevenir várias doenças.

Por que alimentos orgânicos estão sendo mais consumidos?

A preocupação com a saúde está entre os principais motivos para o maior consumo de alimentos orgânicos. Como a produção orgânica é feita sem o uso de agrotóxicos, os alimentos são mais saudáveis e trazem mais benefícios ao organismo. 

Na comparação com os alimentos convencionais, os orgânicos possuem uma coloração mais forte. Essa cor mais viva está entre as principais responsáveis por proteger os alimentos contra pragas e doenças. Isso garante que as frutas, verduras e legumes carreguem mais defesas naturais.

Então, a cenoura orgânica terá mais betacaroteno do que o legume cultivado de forma tradicional. Mesmo caso do tomate orgânico, que tende a concentrar mais licopeno do que a fruta produzida de maneira inorgânica.

A não utilização de agrotóxicos e outras substâncias químicas também influenciam a decisão de compra de quem consome produtos orgânicos, porque os alimentos podem ser consumidos integralmente com mais segurança, incluindo a casca, os talos e as sementes, que são muitas vezes as partes dos produtos mais ricas em nutrientes

Por que os alimentos orgânicos custam um pouco mais?

Um dos principais motivos apontados para não incluir alimentos orgânicos na dieta é o preço. Existe um consenso internacional de que esses produtos são 30% mais caros do que os produzidos de forma convencional. Mas por que isso acontece?

Os alimentos orgânicos são cultivados, em sua maioria, por pequenos produtores e em propriedades familiares. A produção costuma ser pequena e normalmente concentra alimentos de diversos tipos. Então, quanto menor a quantidade produzida, maior é o custo.

Além disso, geralmente os alimentos orgânicos demoram mais tempo para estarem prontos para a colheita, uma vez que a fertilização e o controle de pragas acontecem de forma natural.

Vale lembrar que a agricultura orgânica exige uma responsabilidade socioambiental maior por parte dos produtores, que devem manter práticas que respeitem o meio ambiente e protejam os direitos dos trabalhadores. Há ainda o investimento na certificação. Tudo isso gera custos maiores para os agricultores orgânicos.

Ainda que os alimentos orgânicos tenham um preço mais alto em um primeiro momento, esse custo tende a representar economia no longo prazo. 

Os alimentos orgânicos são parte de uma nova e forte tendência de estilo de vida, pois esse e outros cuidados com a sua saúde, como praticar atividade física, ter uma boa qualidade de vida, de sono, faz com que você precise investir menos em problemas com a saúde.

Quais são os alimentos mais consumidos?

Apesar de os alimentos orgânicos incluírem uma enorme variedade de produtos, desde hortaliças, até ovos, vinho, carnes, chocolate e café, as frutas, verduras e legumes ainda estão entre os alimentos mais populares.

Entre os alimentos frescos mais consumidos, destaque para a alface, o tomate, a rúcula e a banana. Legumes como cenoura e pimentão também estão entre os orgânicos mais frequentes na mesa dos brasileiros, bem como temperos naturais como cebolinha e coentro.

Indo além das hortaliças, alguns cereais também se destacam no consumo orgânico, como é o caso da soja e do arroz. O primeiro, aliás, é o principal alimento exportado pelo Brasil.

No momento de comprar alimentos orgânicos, é importante ficar de olho na embalagem do produto e ter a certeza de que ele realmente conta com o selo que certifica o alimento como orgânico. Também é fundamental escolher com cautela o lugar para a compra, evitando adquirir um produto que não esteja fresco.

Comprando no Justo, você tem acesso a alimentos orgânicos de alta qualidade, totalmente frescos, colhidos e embalados com cuidado, em embalagens de papel, como se você mesmo estivesse escolhendo os melhores ingredientes. São frutas, verduras e legumes recebidos diretamente dos produtores, garantindo que os alimentos não percam seus nutrientes na prateleira. 

Além disso, o Justo disponibiliza os melhores produtos orgânicos como frutas, verduras e legumes, além de bebidas e muito mais!